RN: PORTARIA DA SESAP EXCLUI CIRURGIAS OFTALMOLÓGICAS COMO CATARATA. “É DESUMANO E DISCRIMINATÓRIA”, DIZ BERNARDO AMORIM

Chamada Pública 01/2020 (VER AQUI) exclui cirurgias como catarata e pterígio.

Na contramão das grandes necessidades do povo potiguar, a SESAP (Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte), editou portaria que visa realizar cirurgias eletivas, no intento de solucionar o grave problema das filas que alastram-se diariamente. Portaria essa, visivelmente discriminatória

Em fase disso, o deputado estadual Bernardo Amorim, que é médico e conhece como pouco a problemática da saúde, sendo também presidente da Frente Parlamentar Municipalista, entidade que defende arduamente as prefeituras do Rio Grande do Norte, procurando atender o clamor de grandiosa parte dos secretários municipais de saúde, no intuito de que a citada portaria contemple além das já definidas, cirurgias oftalmológicas, em virtude da grande demanda que há no nosso estado, como cirurgias de catarata, pterígio e outras tantas, além de não ter disponibilidade plena no Sistema Único de Saúde (SUS), onde médico recebem R$ 740,00 (setecentos e quarenta reais) por cirurgia, e ser a procura elevada, é uma portaria nitidamente segregatória, mostrando discriminação para quem necessita de cirurgias oftalmológicas, assim como para com profissionais da área, já que ceifa a atuação destes profissionais.

O deputado Bernardo Amorim irá solicitar ao governo do estado do Rio Grande do Norte, que reveja desta Chamada Pública, para que inclua a execução de cirurgias oftalmológicas nesta prestação de serviços.

“São milhares e milhares de norte-rio-grandenses que precisam urgentemente deste tipo de cirurgia. É inadmissível, que esta grande parcela da população, fique sem a assistência devida. Onde fica o respeito a estes nossos conterrâneos, que clamam por voltar a enxergar normalmente? De onde a grandiosa maioria vai tirar o dinheiro para pagar particular? Não têm como. A maioria destes pacientes, são pessoas simples, que procuram o atendimento da rede pública”, enfatizou o deputado Bernardo Amorim.

Um vídeo ao qual tivemos acesso, de uma senhora da cidade de Janduís, retrata fielmente o sofrimento daqueles milhares de potiguares que estão no aguardo deste tipo de cirurgia. Sem visão por 18 anos, a idosa espera pelo poder público, para voltar a ver o mundo. E é por essa senhora e outras tantas milhares de pessoas, que o deputado Bernardo Amorim irá buscar o apoio do COSEMS/RN (Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Norte), para juntos, em conversão do a SESAP, possam conseguir mudanças na portaria em tela, que permita a inclusão de cirurgias oftalmológicas.

“Existem milhares de potiguares perdendo a visão. Temos uma grande demanda de pterígio, catarata e outras cirurgias sem cobertura do SUS. A portaria deixa de contemplar pacientes que ficarão literalmente cegos. É desumano. Só quem perde um sentido, como a visão e os familiares que estão por perto, sabem do sofrimento que é a vida de uma pessoa acometida por esta patologia. Precisamos juntar forças e buscar uma solução para amenizar o sofrimento de milhares de cidadãos e cidadãs do nosso estado. Lembremos que a catarata é a primeira causa da cegueira”, finalizou o deputado estadual Bernardo Amorim.

Fonte: RN POLITICA EM DIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close