Lava Jato investiga repasses de R$ 132 mi da Oi para empresas ligadas a Lulinha

Lava Jato investiga repasses de R$ 132 mi da Oi para empresas ligadas a Lulinha

A Operação Mapa da Mina, 69ª fase da Lava Jato desencadeada na manhã desta segunda, 10, investiga supostos repasses financeiros suspeitos realizados por companhias do grupo Oi/Telemar em favor de empresas do grupo Gamecorp/Gol, controladas pelo filho mais velho do ex-presidente Lula, o empresário Fábio Luís Lula da Silva, pelos irmãos Fernando Bittar e Kalil Bittar e pelo empresário Jonas Suassuna. Segundo o Ministério Público Federal, os pagamentos foram realizados entre 2004 e 2016 e são superiores a R$ 132 milhões.

A Procuradoria indicou ainda que tais repasses foram realizados ‘sem justificativa econômica plausível, ao tempo em que o grupo Oi foi beneficiado por diversos atos praticados pelo Governo Federal’.

A ‘Mapa da Mina’ cumpre na manhã desta segunda, 10, 47 mandados de busca em São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e no Distrito Federal. As ordens foram expedidas pela 13ª Vara Federal de Curitiba.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close