Produtores de queijo recebem capacitação e começam a se preparar para licitar construção das queijeiras e compra de equipamentos

O Governo do RN deu mais um passo para a regularização das 39 queijeiras beneficiadas pelo Edital de Leite e Derivados no último final de semana. Em Caicó, durante a ExpoCaicó 2019, os representantes das queijeiras vinculadas às duas cooperativas selecionadas pelo edital receberam capacitação sobre como deverão licitar a construção dos estabelecimentos e a compra de equipamentos. As orientações foram repassadas pelas equipes do Governo Cidadão e Secretaria Estadual de Agricultura (Sape).

O aprendizado foi importante para a queijeira Roseane Araújo, de Cruzeta, que há 15 anos produz queijo junto com o esposo. “Esse encontro serviu pra gente ter certeza de que agora o negócio vai andar. Estamos ainda mais perto de realizar nosso sonho. São mais de 15 anos no mercado e nunca tivemos oportunidade de nos legalizar e vender para grandes supermercados. Agora temos fé que vai dar certo”, projeta.

O entusiasmo é o mesmo de William Albuquerque, 17 anos, o queijeiro mais jovem entre os 39. “Hoje recebemos uma injeção de ânimo. Muitos cooperados estavam desacreditados no projeto devido à demora, mas a partir de hoje estamos mais fortes do que nunca e ainda mais perto de realizar nosso sonho”, disse. O primeiro plano dele e da família, já que o negócio foi herdado do avô, é ampliar mercado e chegar a lugares nunca antes imaginados, tudo proporcionado pela regulamentação e certificação do produto.

O secretário de Gestão de Projetos e Metas, Fernando Mineiro, abriu a reunião destacando a importância de o Governo estar retomando o Edital de Leite e Derivados e anunciou a criação do Comitê Gestor de Inclusão Produtiva Rural, envolvendo Governo Cidadão, Emparn, Emater, Idiarn, Sape e Secretaria de Desenvolvimento Rural – Sedraf.

“A agricultura familiar é uma prioridade para o governo da professora Fátima Bezerra e por isso nós estamos aqui hoje reunidos com vocês, para dar mais um passo no processo de regulamentação das queijeiras. A criação do Comitê também é fundamental para darmos continuidade aos projetos e mantermos a discussão integrada com todos os envolvidos”, disse Mineiro.

A equipe do Governo Cidadão apresentou um resumo dos investimentos no Edital de Leite e Derivados, que envolvem mais de R$ 19 milhões – sendo R$ 6,6 milhões para a Cooperativa Agropecuária do Seridó (Capesa), de Parelhas, e R$ 12,5 milhões para a Cooperativa Mista dos Agricultores Familiares de São João do Sabugi (Coafs). As 39 queijeiras beneficiadas estão vinculadas às duas cooperativas.

A gerente executiva Ana Guedes destacou a importância de todos os investimentos realizados pelas queijeiras estarem de acordo com o plano de negócios elaborado pela assistência técnica contratada. O gerente da UES Sape, Fabiano Lima, esclareceu que a modalidade de licitação escolhida será o shopping – o que já foi discutido e aprovado pelo Banco Mundial. A primeira etapa das licitações será para a construção dos estabelecimentos, enquanto a segunda será para aquisição de veículos.

A partir de agora as cooperativas poderão começar a elaborar as cartas-convite que serão distribuídas às construtoras cadastradas no Governo do Estado. A primeira etapa, de construção das queijeiras e sede da cooperativa, terá duração de quatro meses. A expectativa é que as obras estejam concluídas até o final deste ano. Segundo Mineiro, o Governo está elaborando um plano de capacitação para os queijeiros, em parceria com o Centro de Tecnologia do Queijo do IFRN, de Currais Novos, que será realizado enquanto as obras estiverem em curso.

Após os esclarecimentos sobre o passo a passo do processo licitatório, foi a vez de as fiscais do Idiarn realizarem uma palestra sobre as boas práticas da produção de queijo e a Lei Nivardo Mello, que dará segurança jurídica a todos os produtores e tem como principal objetivo preservar o método artesanal de produção.

A capacitação contou com a presença do secretário adjunto de Agricultura, Alexandre Wanderley, diretor-presidente da Emater César Oliveira, diretor-presidente do Idiarn Mário Manso, diretor-presidente da Emparn Rodrigo Maranhão, presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do RN (Fetarn), Manoel Cândido, os deputados estaduais Francisco do PT e Vivaldo Costa, e os presidentes das duas cooperativas, Venâncio Lima e Aldenir Araújo.

Fonte: Blog do Robson Pires

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close